Crônicas

crônica
diálogo
poesia
conto
Separar por 
  • Date
11 de agosto de 2017

5 dias 20 horas 56 minutos

crônica, ,

Eu vou fumar um cigarro, eu não aguento. A crônica da terça-feira passada não aconteceu. Os Tribalistas voltaram. Faz 5 dias 20 horas e 56 minutos que eu não encosto nesse computador. Esse escritório, essa mesa, tem um maço de Marlboro...

14 de julho de 2017

CONTINUANDO…

crônica,

O que me deixa mais puta com a Josy… olha esse grupo de whatsapp aqui. “Alguém tem uma babá pra me indicar? Que não durma ou durma, qualquer coisa, preciso urgente!”. “Oi Pá, eu tô com uma substituindo a minha (a babá dos gêmeos AND a...

13 de julho de 2017

O OVO E A GALINHA

crônica

Lula será preso. Mas nada mudou? A bomba (generalizando) para todo mundo parece que não mudou. Lula, ladrão, roubou meu coração. Porque o Aécio ainda está solto seu burro. E o assunto rolando. Mas ninguém fala muito sobre o assunto, a...

17 de fevereiro de 2017

DIVÃ DE CAPRICÓRNIO

crônica, ,

Falando em análise, como não se encher o saco do seu analista? Eu me enchi o saco da Mafalda, eu me enchi o saco do Marcos, eu me enchi o saco da Vera, e até do doutor Paulino eu já me enchi o saco. Chegou uma hora que ele não falava...

13 de dezembro de 2016

PARA A BICHINHA

crônica

Eu tenho um certo bloqueio em falar dela, desde pequenininha, eu não conseguia nem descrever direito ela para outra pessoa. Quando me perguntavam eu só dizia: ela é linda. Outra coisa que digo elaborar o teu cheiro. Às vezes ela sua,...

3 de novembro de 2016

FERIADO COM FILHOS

crônica,

Hoje acordaram às nove. Um milagre, dado que o costume é seis e meia. Meu corpo não responde aos meus comandos às seis e meia da manhã. Ou é meu cérebro quem não envia os comandos para o meu corpo, eu não sei bem o que dá errado. Mas...

29 de outubro de 2016

XUXA e JUNO

crônica

Você vai dizer que é ridículo, eu fui uma criança apaixonada pela Xuxa. Nada comparado com a Aninha, mas eu tinha a agenda da Xuxa, o álbum de figurinhas da Xuxa, a Aninha pintava o cabelo pra ser Paquita. A mãe da Aninha e o pai da...

6 de agosto de 2016

O MUNDO DE ANITTA

crônica

Dizem que é melhor não falar nada do que falar merda. Foi a cantora Anitta quem disse isso, respondendo ao porque de não dar opiniões políticas, garota muito esperta, Anitta. Mas eu vou falar merda, porque também “nós não...

28 de junho de 2016

MAMBUCABA

crônica,

Quebrou um prato. Estava com frio e não se aguentou com as mãos, com os dedos gelados que não seguram os objetos, o prato caiu, e ainda estava rindo, além de tudo, também teve esse desequilíbrio da demência pra ajudar, hahaha, e quando...

28 de junho de 2016

O QUE É QUE VOCÊ ODEIA?

crônica

A Vera me perguntou, o que é que você mais odeia? Meu deus do céu, tenho que pensar, uma coisa que você não gosta muito de fazer tipo ir no cabeleireiro comigo porque você não suporta cabelereiro, não é mesmo, você é todo cheio das...

20 de maio de 2016

BOI

crônica, , , , ,

Eu entendi só naquela hora, quando você entrou no shopping e me fez um sinal de pra que lado vamos, só naquela hora eu percebi que você estava puto comigo. Depois de ter passado o dia rindo, e cansado, eu percebi que você estava...

3 de maio de 2016

UMA TAÇA OU UM TROÇO

crônica

Faz tipo um mês que eu acho que eu vou ter um troço. Eu sempre fico mal em Agosto. Não sei se vale a pena enumerar os motivos, até porque, com o tempo, a gente aprende que o motivo pra chegar a beira de um troço esta na a gente mesmo....

22 de março de 2016

AGUENTA CORAÇÃO

crônica, , ,

“A mamãe não! A mamãe não!”. Mais uma vez ele me enxotou. Ouvi uma choradinha na babá eletrônica, aí eu fui lá, e fui expulsa. “Eu quelo o papai, eu quelo o meu papaizinho!”. Deita aqui no colo da mamãe, filho. “Nããão, a mamãe nããão!”....

26 de outubro de 2015

TRAN.SE (S.M.)

crônica, ,

•    Lance difícil, momento crítico, situação angustiosa. Por aqui o lance é fácil, o momento é leve, a situação é amorosa. Mas logo mais a roda gira, e vira e mexe ele acontece. O transe. Cruz credo. Me esquece. •    Susto ou...

8 de outubro de 2015

E EU QUE ERA TRISTE

crônica, , ,

Hoje é a primeira vez que saio de casa depois do nascimento da Teresa. Menos 16 graus aqui fora. O vento frio, a luz do sol, o gelo na calçada, me dão vontade de gritar: _Eu não estou mais grávidaaa! Mas a emoção é tanta que fico...